Editorial de Casamento Intimista

01.jpg

     Um casamento pequeno, só para vocês dois e os melhores amigos. Uma mesa comunitária com varal de luzes para todos comerem, beberem e rirem, no meio da natureza. Um casamento intimista pra você nunca esquecer.

     Isso soou bem pra você? Quando vi pela primeira vez algo do tipo também achei bem interessante. Comecei a pesquisar sobre isso a um tempo atrás e percebi que era comum casar dessa forma entre os europeus e norte americanos.

     Mas a questão que eu levantava ali não era nada sobre o tipo ou tamanho do casamento, mas o quanto complicado seria fazer "algo diferente" aqui no sul. Quando eu falo sul, não me refiro a região sul do Brasil, mas o extremo sul do RS, abaixo de Porto Alegre. Então comecei a conversar com várias pessoas que colaboravam para criar um casamento perfeito para uma noiva aqui e percebi que muitas anseiam por propostas diferenciadas também. Um dia conversando com a Ana Bonilla, que organiza casamentos em toda metade sul, tivemos a idéia de montar um editorial em Pelotas que simulasse um mini-wedding no campo e que demonstrasse uma nova forma de olhar para pequenos detalhes do dia. Mas o que ecoava em nós não era saber que era possível fazer um casamento intimista no campo, mas saber que era possível fazer algo específico para um casal, não importa oquê, boho ou clássico, na praia ou na montanha. Sem seguir protocolos cultivados a décadas ou padrões culturais.

     Surpreso fiquei quando em menos de duas semanas tudo estava pronto. Convidamos algumas marcas, contatamos algumas pessoas e em uma segunda-feira de sol nos reunimos pra fazer essa sessão. É um tempo bem curto para fazer acontecer algo desse tipo. Mas o que mais me chama atenção nessa experiência não foi a rapidez que tudo aconteceu, mas em perceber que você pode casar da maneira que VOCÊ QUISER, o limite é apenas a criatividade. Não precisa seguir nenhum tipo de padrão, nenhuma regra. Nenhum tipo de protocolo. Nada disso é obrigatório. É o dia de VOCÊS, de mais ninguém e quer coisa mais linda nesse mundo do que ter um dia a cara de vocês e diferente de tudo que já tenham visto? Onde quiser, do jeito que quiser... Comunique o que você quer para as pessoas certas. Aposte em referências visuais. Pinterest é uma ferramenta incrível pra isso. Mostre para o seu decorador, pra sua organizadora, exatamente aquilo que você viu, quer e cobre pelos detalhes. Tenho certeza que assim você terá o seu casamento da maneira que você sempre sonhou.

     Pensava em agradecer individualmente a todo mundo que colaborou pra fazer esse dia acontecer dessa forma tão legal (Na verdade, já tinha começado a fazer isso haha), mas percebi que ia me estender demais por aqui. Então queria deixar um agradecimento a todos por ajudarem a gente nessa e dizer que foi muito inspirador lidar com vocês nesses dias. É muito massa saber que tá todo mundo ali disponível com brilho nos olhos pra abraçar uma ideia nova. Muito obrigado!

     Lá no final eu deixei uma lista com todos os fornecedores que ajudaram a criar esse dia. Se interessou em conhecer mais do trabalho de algum deles? Só clicar no nome de cada um e entrar em contato.

     O dia do seu casamento pode sim ser único e autêntico, independente do tamanho. Agora é contigo!

     Organização: Ana Bonilla

     Design floral e decor: Atelier Floema

     Iluminação: Iluminismo Decor

     Beleza: Cacá Anjos

     Vestido da noiva e das madrinhas: 3Gurias

     Traje do noivo e dos padrinhos: Spirito Santo

     Calçados da noiva e das madrinhas: Krauze

     Bolo: Arleti Vieira

     Utensílios: Class

     Móveis: Ambientte Interiores e Brick Quebra Galho

     Locação: Chacará dos Fiss

     Video: Eduardo Souza (Breve)

     Fotografia : Jeff Münchow

     Agradecimento todo especial também aos modelos e pessoal que ajudou na preparação de tudo: Antoniela Rodriguez, Arthur Peruzzo, Aléxia Kaltbach, Hartur Xavier, Matheus Costa, Caroline Cruz, Luciano Ortiz, Camila Osório, Casalingo (Cláudia Godinho), Emerson Vargas (EV) e Eduardo. Obrigado!

 

Pre-wedding on the road no Uruguay

001.jpg

     Por volta de um mês atrás dividi uma mesa do Orion Café, em Pelotas, com a Karina e com o Flavio, falávamos de nossas vidas e eu pescava informações sobre lugares que faziam sentido para os dois. Que tivesse um significado verdadeiro. Eles já haviam me dito que tinham interesse em fazer uma sessão pré-casamento na Fortaleza de Santa Teresa, no Uruguay, que foi o lugar onde eles ficaram pela primeira vez. Eu já sabia também que adoravam viajar, que vivem voando de um lado pra outro.

     Pensávamos em fazer uma fotos lá pelo final do ano, mas não decidimos data. Então a Karina me disse que haviam ganhado umas diárias na La Casa, em Punta Del Este, no primeiro final de semana de outubro. Era um final de semana que eu estava livre também, então decidimos adiantar nossos planos e fazer uma sessão on the road pelo litoral uruguaio, até Punta. Passaríamos pelo Forte, La Moza que foi onde rolou o primeiro beijo, o remoto vilarejo de Cabo Polonio, La Paloma e terminaríamos em Punta Del Este na noite de sexta onde eles ficariam na Casa e eu poderia fazer qualquer coisa que quisesse por lá. E assim, foi!

     Saindo do Parque Nacional de Santa Teresa já próximo do final de tarde, só nos restava o último transporte para Cabo Polonio que era as 20h. Todo trajeto da Ruta 10 até a ponta do cabo seria feito com um antigo caminhão semelhante aos de safari. Aceleramos um pouco e chegamos com folga no estacionamento onde os caminhões estavam. Ansiosos e sem saber direito o que fazer durante as 2h de espera, decidimos pegar estrada de novo e passear pela cidade anterior, Barra de Valizas. Havia chovido minutos antes. O céu a nossa frente era de um azul marinho como a muito tempo não via. No horizonte a nossa esquerda o sol se punha, laranja e brilhante. Junto com a gente no carro estava o Eduardo Souza, um dos meus melhores amigos e talentoso videomaker de casamentos. Foi ele que largou o palpite "vamos parar aqui na estrada". Saímos do carro, deslumbrados com todo aquele visual. Ninguém passava, tínhamos toda estrada só pra nós. Gotas esparsas caiam tranquilas do céu. Um arco-íris... foi incrível!

     As 20h entramos no "safari" e pela próxima meia hora andamos na escuridão, balançando de um lado para outro, sentados na traseira molhada do caminhão, iluminados apenas por uma extensão de luz suspensa na lateral que quebrou antes de chegarmos a Cabo Polonio.

     Algumas pequenas casas apareciam e logo sumiam na noite quando estávamos chegando no cabo. Pela fresta da lona do caminhão avistei o Farol de Cabo Polonio logo a frente. Fora aquela luz, algumas casas com geradores próprios, baterias ou velas. Tinha uma fogueira também, com algumas pessoas em volta. E uma lua... cheia... imensa. Caminhamos na praia, conversamos em volta da fogueira, fizemos novos amigos, contamos histórias, piadas e trocamos regalos até a madrugada.

     Como é bom se deixar levar!

     No outro dia pela manhã, acordamos cedo para ver o sol nascer da Loberia, onde lobos e leões marinhos se aglomeram nas pedras, logo abaixo do farol. A lua ainda estava lá, do lado oposto do horizonte, quase se despedindo. Circulamos pelas enlameadas ruas do vilarejo e brincamos com as formas que encontrávamos na arquitetura do lugar. Gastei o dedo fotografando!

     A Karina e o Flavio são incríveis. Moram e trabalham na turbulenta Porto Alegre e não perdem uma oportunidade de escapar para uma aventura ou uma boa relaxada em um lugar tranquilo. Estão sempre dispostos. Sempre parceiros pra qualquer coisa. Passam frio junto, se molham junto, sonolentos caminham juntos, dividem sacos e mais sacos de medialunas... sempre juntos.

     É um privilégio poder escrever de alguma forma mais uma parte dessa história rica que é a vida de vocês. Nunca vou esquecer esses dias. Ah, e nunca se esqueçam: nunca peçam pro motorista parar, peçam pra seguir. A trip nunca pode acabar. Amo vocês!

Laura & Otavio: Casamento na Vinícola

129.jpg

     Sempre procuro entender quem são os casais que entram em contato comigo, de onde são, o que fazem, como gostam de levar a vida... e ano passado quando a Laura e o Otavio entraram em contato comigo, logo me identifiquei com esses dois. E nós nem tínhamos fechado nada. Nem nos conhecíamos pessoalmente ainda. Outra coisa que estava pegando, era que eles não tinham lugar escolhido para o casamento, mas uma das alternativas era a Vinícola Laurentia, próxima a Porto Alegre e eu sempre quis fotografar um casamento lá. Certo dia recebi uma mensagem dela dizendo que sim, eles queriam que eu estivesse no casório e que seria na Laurentia. Check! Duas ótimas notícias em uma só mensagem e o dia ganho.

     De lá pra cá nos conhecemos e fizemos até umas fotos em um final de tarde que vocês podem ver nesse link AQUI.

     Já próximo ao dia do casamento, fiquei sabendo que eles estariam na Laurentia no dia anterior, hospedados com os pais e padrinhos e durante a noite fariam um jantar para que todos pudessem interagir, bater um papo, beber alguma coisa e se preparar para o dia seguinte. Achei isso uma ótima idéia e falei que queria estar lá para registrar essa parte também. Não vejo o casamento limitado a um protocolo de making, cerimônia e recepção. Casamento pra mim começa bem antes, já nos preparativos, na inquietude dos dias anteriores. Lá na frente, quando se lembrarem dessa data, quem esteve presente em toda fase do casamento não se lembrará apenas da Laura chegando pronta naquele gramado e daquele visual incrível que tinha na cerimônia. Pode ser que lembrem também da galera estendendo as conversas até altas horas e a Laura mandando todos dormir. Tudo faz parte e é lembrado com muito carinho depois.

     Já no sábado, acordamos cedo e um clima invernal tomava conta do lugar. As meninas já estavam se arrumando. Com tempo de sobra para todos, tudo foi mais tranquilo e aquela ansiedade típica do dia do casamento deu lugar a uma leveza que transparecia no rosto de cada pessoa que passou o dia lá. Entre as conversas, muitos falavam o mesmo: poderia aparecer um sol na hora da cerimônia né! Mas confesso que eu também pensava no rock da noite.

     Como foi? O que aconteceu? Um dos casamentos mais lindos e carregados de bons sentimentos que já tive a chance de fotografar. Rola aqui pra baixo que vou deixar as fotos falarem por si...

     Laura e Otavio, foi muito massa fazer parte disso e um prazer enorme conhecer vocês. Criei um carinho muito grande por vocês dois e vou levar, não só esse dia, mas cada conversa gostosa que tivemos comigo pra sempre. Foi demais!

 

     Local: Vinícola Laurentia

     Organização e cerimonial: Paula Constantino

     Decoração: Patricia Roos

     Vestido da Laura: Pronovias Barcelona

     Make e cabelo: Claudia Souza e Jhoritza Souza

     Som e Luz: Star Som

     DJ: Onério Franz

     Banda: James Joyce

     Móveis: Locare

     Video: Finger Video

     Fotografia: Jeff MünchowMatheus Costa